Bandeiras Tarifárias

Menu CSS

 
   HISTORIA

     Já em seus dois primeiros anos de existência, a Vila de Carazinho busca sua força e sua luz na energia a vapor, gerada por locomóveis. A tradição hidrelétrica da região do que outrora constituía o município de Carazinho propiciou a formação da ELETROCAR.

     Em 1934 era aproveitada a energia produzida por turbinas movidas por queda d'água de barragens construídas no início do século para operar as inúmeras serrarias circunvizinhas e, mais tarde, a indústria de raspa de mandioca e da celulose e pasta mecânica.
    

     Nomes como GUERRA, BARLEZE E ANNONI, com sua usinas, estabeleceram uma tendência de aproveitamento dos recursos hídricos formados por duas importantes bacias do norte do Estado. As indústrias que se instalavam e prosperavam na região, obrigavam os governantes municipais a uma preocupação constante com a geração de força para moverem suas máquinas.
Inobstante a prioridade dos dirigentes públicos, a década de 50 foi marcada por adversidades meteorológicas, como grandes estiagens e fortes chuvas.Vendavais e enchentes foram a tônica daqueles anos e nesse mesmo período, por contingências econômicas, houve uma transformação de atividades.A indústria extrativa das matas que pouco a pouco sumiam, dava novo espaço às lavouras de milho e trigo, de linho e soja.
    

     Em 1961, uma lei municipal criava os "SERVIÇOS CARAZINHENSES DE ENERGIA ELÉTRICA E INDUSTRIAL", primeiro passo para a autonomia do setor. Em 1963, era eleito prefeito o industrial ERNESTO G. KELLER FILHO, e sua visão empresarial se ateve ao binômio força e luz.
Já, em 7 de fevereiro de 1964, antes do período revolucionário, era sancionada a lei constituindo a "Sociedade de Economia Mista" ELETROCAR, LANÇANDO OS FUNDAMENTOS, PARA O SURGIMENTO DA HOJE MAIOR E MAIS IMPORTANTE EMPRESA DO MUNICÍPIO!

 
Principal
Visão/Missão
Concessão/Atuação
Escritórios
Administração e conselhos
Demonstrações financeiras
Informações cadastrais
Tarifas/Preços